• Gisela de Oliveira Gusmão

CASAL: CASAR OU ACASALAR?

Atualizado: 30 de nov. de 2020


        

 




 
Não raro, ouço à boca pequena, confissões de um dos pares a respeito da falta de contato íntimo entre o casal, que passam semanas, senão meses, sem sexo. O rol de justificativas é construído com riqueza de detalhes, sendo que encabeçando a lista está o estresse causado pela sociedade pós-moderna. Tido como o grande vilão que, à medida que nos oferece a imensa gama de possibilidades de ter, cava cada vez mais fundo o vazio interno, um nada, impossível de ser preenchido. Na busca pela saciedade do desejo e da falta, não se faz troca, portanto não há relação.
A explicação é plausível, mas se fecha numa lógica determinista, uma vez que a sociedade que está aí está posta. É importante observar a etimologia das palavras com as quais brinquei no título, sendo o casal* um par que acasala para criar, procriar, gerar vida, alcançar o gozo do contato na sua forma mais livre, plena e intensa.
Numa clara oposição a essa energia criadora, temos o casamento***, que de acordo com a nossa cultura, sugere um contrato formal, numa sociedade, que terá como tarefa primordial manter a casa. Social e historicamente, aprendemos que “primeiro a obrigação e depois a diversão”, sendo que dever e prazer não se mesclam. Dirigidos por esta regra e havendo muita energia investida na manutenção da casa e da família, será que sobra algo (tesão) para a diversão do casal? Há clima para inovações e fantasias?
Quer dizer que teremos que viver na máxima simplicidade para que haja tempo e energia para o sexo? Acredito que o ponto essencial seja apenas e exatamente, a dificuldade de lançarmos mão da regra que nos foi transmitida desde sempre, a fim de criativamente reinventarmos um casamento em que os deveres e os prazeres se harmonizem, e, como numa orquestra, possamos afinar com maestria as grandes prioridades da vida: viver, amar e gozar.
*Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Ed. Objetiva/ Houaiss, 2009.
**Disponível em: https://www.dicio.com.br/acasalar/
***Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Casamento

Gisela Gusmão é psicóloga, psicoterapeuta de casal e família. Atua, portanto, em temas correlatos, tais como: luto, sexualidade, dependência química, criança e adolescente.
Tel: (+55 11) 98119-1906   
Whatsapp: (+5511) 98796-0922
Email: contato@psiqi.com.br
Site: www.psiqi.com.br


#dicasdeblog #WixBlog

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo